ASSOCIAÇÃO FILATÉLICA E NUMISMÁTICA DE SANTA CATARINA 

Fundada em 06 de agosto de 1938

PAIXÃO POR SELOS

Hoje é dia de comemorar a publicação do primeiro selo no Brasil

Hoje, 1° de agosto, é comemorado o Dia Nacional do Selo. O motivo dessa comemoração se deve à publicação do primeiro selo no Brasil, em 1843. Esse selo ficou conhecido como "Olho-de-Boi", por conta de sua semelhança com o olho desse animal. Depois disso, seguiram-se os selos conhecidos como "Inclinados" (1844), "Olhos-de-Cabra" (1850) e os "Olhos-de-Gato" (1854). Os "Olhos-de-Boi" tinham valores de 30, 60 e 90 Réis. O Brasil foi o segundo país a emitir selos.

Em plena era virtual é difícil imaginar que essa primeira estampilha resolveu o problema mundial das correspondência. Pois a comunicação humana escrita é muito antiga e foi facilitada com o advento do papel. Porém, naquele tempo remoto, ela era pequena, já que eram poucas as pessoas que sabiam escrever. No século XIX, por exemplo, as cartas eram enviadas apenas com nome e a cidade do destinatário. Com a evolução da humanidade, a escrita deixou de ser privilégio de poucos, conseqüentemente, aumentou o volume de correspondências, principalmente, em razão do desenvolvimento do comércio. Nesse momento, surgiu a necessidade de se estabelecerem correios oficiais, para melhorar a organização e a segurança das comunicações.

Nos dias atuais, em que tudo é comunicado e resolvido por e-mail em questões de minutos, esquece-se de que já houve uma época em que as cartas eram pagas no destino e que se o destinatário não pudesse pagar, a correspondência era devolvida.
A ligação entre a história brasileira e a do selo não pára por aí. Foi também no Brasil que, em 1974, foi lançado o primeiro selo com legenda em braile. Outro orgulho dos filatelistas brasileiros é que o nosso país foi o segundo do mundo a emitir selo com imagens tridimensionais, no ano de 1989.

Uma paixão

Para comemorar o Dia do Selo, a reportagem do Jornal Município Dia-a-Dia entrou em contato com um verdadeiro apaixonado por selos, o engenheiro têxtil, Wallace Nóbrega Lopo, que está com a exposição do "Olho-de-Boi", na Agência dos Correios, localizada no bairro Centro, até amanhã, 2 de agosto.

A paixão de Wallace começou aos sete anos de idade, na casa dos avós, quando um tio lhe apresentou várias cartas com selos de Portugal. "Ele me disse que as pessoas colecionavam. Achei interessante, e a partir desse momento, comecei a colecionar selos. Recortava-os de todas as cartas que encontrava pela frente. Primeiro por países, depois passei por temáticas que falam sobre personalidades, fauna, flora e, de três anos para cá, comecei a me dedicar à filatelia clássica, que busca selos mais antigos e raros", ressalta.

Um brilho no olhar surge, quando Wallace fala dos primeiros selos. "Comecei colecionando selos do Império do Brasil, depois passei para os primeiros selos ingleses, que são os primeiros do mundo. Agora estou também com os selos do Império Português, que busquei por causa da minha descendência. No começo, apenas pegava as cartas de meus parentes e guardava, depois comprava em lojas, comprava com colecionadores e em exposições. Com o advento da internet ficou bem mais fácil, pois existem muitas lojas especializadas", revela.

Atrás de cada selo, afloram as histórias. "A principal razão de colecionar são as histórias. Pois se consegue estudar fatos históricos, o comportamento de países. Por exemplo, tenho uma série de selos portugueses de 1924, sobre o Quarto Centenário do Nascimento de Luiz Vaz de Camões. São selos que contam parte da história da vida dele; quando na Batalha de Celta, Camões perdeu um olho. Existe até uma famosa foto dele sem o olho, quando começou a escrever os Lusíadas e os editou, em 1572. A grande paixão é isto: aprender a história de grandes personalidade em cada selo", salienta.

"Já imaginou nos dias de hoje, quando tudo pode ser enviado por e-mail, alguém enviar uma carta somente com o nome do destinatário e a cidade? Pois isso já aconteceu, um dia. Mas, com certeza, ela se perderia, não iria chegar nunca ao seu destino se fosse enviada hoje. É importante resgatar essas histórias, porque além de aprender, observamos o quanto as coisas mudaram".

Artigo publicado no jornal Município Dia-a-Dia de Brusque, SC, em 1°-8-2008. Assina a matéria: Alessandra Damaceno.

A inclusão desse artigo no site foi sugerida e trazida pelo associado Guilherme Strecker, de Brusque, SC.

MAXIMAFILIA na revista COFI

A Revista COFI - Correio Filatélico, editada e distribuída pelo Departamento de Filatelia e Produtos dos Correios, surgiu em 1977. Seu primeiro número foi editado em 1º de março daquele ano.
Ricamente ilustrada, a COFI publica artigos técnicos e matérias alusivas aos temas dos selos postais oficiais emitidos no decorrer de cada ano. A Revista noticia também os acontecimentos afins, promove o intercâmbio entre os colecionadores, divulga exposições e eventos filatélicos, abre espaço para a filatelia juvenil e mostra as iniciativas de outros operadores postais.
Ao longo dos anos a COFI publicou inúmeros artigos e matérias sobre Filatelia, Marcofilia, Maximafilia e Cartofilia. Alguns desses artigos foram assinados por especialistas em Filatelia e História Postal. Em virtude do nosso especial interesse pela Maximafilia, fizemos um levantamento em todas as edições da COFI no intuito de compilar os artigos e matérias referentes a essa vertente filatélica. A pesquisa deu origem à tabela mostrada a seguir. Algumas publicações não tratam, especificamente, de Maximafilia, mas são ilustradas com imagens de máximos postais. Outras são dedicadas às biografias de colecionadores e estudiosos pioneiros na Maximafilia.

Aluisio Queiroga - Brasília, DF

ANO

Página(s)
TÍTULO / AUTOR

1977 04 8 A Coleção: como organizar
ECT
1978 11 10 a 12 Organize um plano para sua coleção
ECT
1978 19 7 Maximafilia
ECT
1979 28 8 a 9 Parque Nacional da Amazônia
Eduardo Kunze Bastos
1979 30 12 a 13 A sigla deu SOMBRA... A divisa é lutar
Raymundo Galvão de Queiroz
1980 35 48 a 50 Personagens brasileiros na Maximafilia portuguesa
G. H. Faria Braga
1980 42 24 a 25 Maximafilia - Quatro Máximos Postais de especial originalidade
G. H. Faria Braga
1981 47 11 Maximafilia - Quatro Máximos Postais Recentes
G. H. Faria Braga
1981 52 20 a 21 Como preparar um máximo postal
G. H. Faria Braga
1981 53 22 a 23 Maximafilia
G. H. Faria Braga
1981 57 10 a 11 Personagens brasileiros na Maximafilia portuguesa
G. H. Faria Braga
1982 59 10 a 12 Os cuidados na preparação do Máximo Postal
Raymundo Galvão de Queiroz
1982 60 10 a 12 Máximo Postal
A. Luigi Morera
1982 64 14 a 15 Os Poderes da Imagem no Cinema e no Selo
João Luiz Vieira
1982 70 19 a 20 Giuseppe Garibaldi
A. Luigi Morera
1983 74 15 a 17 Maximafilia - Um Pouco sobre Pintura
G. H. Faria Braga
1983 77 17 a 19 Maximafilia - Uma Nova Opção dentro da Filatelia
Valeriu Neaga
1985 93 26 a 27 Maximafilia
G. H. Faria Braga
1985 97 26 a 27 Natal é Festa no Mundo Inteiro
G. H. Faria Braga
1985 98 34 Maximafilia - Motivo Secundário
G. H. Faria Braga
1986 99 12 a 13 Maximafilia - Quando o assunto atropela o motivo
Raymundo Galvão de Queiroz
1986 103 27 a 29 O Máximo Postal
Karl Dostal
1988 111 12 a 13 Maximafilia - Um Inteiro Postal de 1898
G. H. Faria Braga
1988 112 8 a 9 Maximafilia
G. H. Faria Braga
1988 113 10 a 15 Jogos Olímpicos
Comitê Olímpico Brasileiro
1990 123 20 a 21 Maximafilia - "Normandie", uma lembrança especial
G. H. Faria Braga
1990 125 25 a 26 O mágico encanto do T.C.V.
Raymundo Galvão de Queiroz
1991 132 41 Máximo Postal - Uma peça que pode ser criada pelo próprio colecionador
G. H. Faria Braga
1991 133 35 a 37 Maximafilia - Jean Monnet: Cidadão Honorário da Europa
G. H. Faria Braga
1992 134 17 a 21 A Escultura e o Tempo
Coleção de Alfredo Pereira dos Passos
1992 134 51 Lenda do Gigante Adormecido
Colaboração de Homero Guimarães Almeida
1992 138 27 a 29 Patrimônio Mundial - Maravilhas a serem protegidas
Tradução da Revista "Le Monde des Philatélistes" nº 461/1992
1992 139 24 a 25 Maximafilia - Albert Einstein
G. H. Faria Braga
1993 140 28 a 31 Cartões-Postais, a eterna arte de lembrar
ECT
1993 142 34 a 35 Roberto Koch
G. H. Faria Braga
1993 144 43 a 46 Balduino - O rei triste e a dinastia belga
G. H. Faria Braga
1994 147 26 a 27 Cartofilia - Marc Ferrez - fotógrafo, cinéfilo e editor de cartões-postais - 1843-1923
Fernando Ferreira Campos
1994 148 34 a 35 Faça você mesmo seu Máximo Postal
G. H. Faria Braga
1994 149 39 a 42 Painéis de Maximafilia
G. H. Faria Braga
1995 152 30 a 33 Curiosas Coincidências
G. H. Faria Braga
1995 154 17 a 19 Cem Anos de Juventude - A História do Cinema contada por intermédio dos Selos
Didier Michaud - Tradução da Revista "Timbroscopie" nº 120/1995
1995 156 30 a 34 Retrospectiva Martha Poppe - A arte à flor da pele
ECT
1997 163 34 a 38 Maximafilia - Intransigência ou Tolerância? Ortodoxos ou Indulgentes?
G. H. Faria Braga
1997 167 7 a 8 Dia da Maximafilia Brasileira (*)
ECT
1998 171 8 Alfredo Pereira dos Passos (*)
ECT
1998 173 11 Eça de Queiroz no Recife
Dagoberto Carvalho Jr
1998 173 25 O Primeiro Máximo Postal Brasileiro
Raymundo Galvão de Queiroz
1999 176 29 a 34 Máximos Postais que mostram paisagens e monumentos de outros países
G. H. Faria Braga
1999 180 30 a 31 Maximafilia - Máxima Paixão do Colecionismo
ECT
2000 184 8 Greenhalg Henrique Faria Braga - O Contador de Histórias (*)
ECT
2001 186 16 a 17 Máximo Postal - Saiba como colecionar
ECT
2002 188 20 150 anos de São José do Rio Preto
Edinho Araújo
2002 188 21 Centenário do nascimento de Juscelino Kubitschek
Anna Christina Kubitschek
2002 189 12 José Maria Escrivá - 100 Anos do Nascimento do Fundador do Opus Dei
Ives Gandra Martins Filho
2005 200 25 Prêmio Internacional São Gabriel
ECT
2005 200 28 Raymundo Galvão - Memória Viva do Colecionismo (*)
ECT
2006 203 24 a 25 Máximos Postais
Hélion de Mello e Oliveira
2008 210 20 a 22 O segredo de um Máximo Postal bem feito
Agnaldo de Souza Gabriel
2010 216 24 a 25 Por dentro das novas regras da Maximafilia
Agnaldo de Souza Gabriel
2010 219 6 Os 50 anos de Brasília nos máximos postais
ECT
2010 219 32 O Primeiro Máximo Postal do Brasil
ECT
2012 224 15 Melhor máximo postal de 2010 é de Portugal
ECT

(*) Artigos contendo biografias de colecionadores/estudiosos pioneiros da Maximafilia.

Observação:
Alguns artigos não tratam, especificamente, de Maximafilia, mas são ilustrados com imagens de máximos postais.

A AFSC agradece ao associado ALUISIO OLIVEIRA DE QUEIROGA por mais esta contribuição, esperando manter atualizada a tabela apresentada.

 

 

 

 

Contagem de Visitantes

Temos 60 visitantes e Nenhum membro online

Visitantes

Brazil 78.2% Brazil
United States 15.6% USA
France 2.4% France

Total:

25

Countries
001601
Today: 14
© 2020 Associação Filatélica e Numismática de Santa Catarina

Desenvolvido por TecnoHelp Tecnologia